20.9.07

E o momento a dois...


Um marido e sua esposa são tão íntimos como um corpo e sua sombra, as flores e seus frutos, ou as raízes e suas folhas em cada existência da vida. Os insetos comem as árvores em que vivem, e os peixes bebem da água em que nadam. Se a grama murcha, as orquídeas sofrem, e se os pinheiros prosperam, os carvalhos exultam. Mesmo as arvores e as gramas estão intimamente relacionadas. (Nitiren Daishonin)

Um comentário:

Lu Lopes disse...

É Ana,
às vezes penso que pode ser a "intimidade" o que mata aos poucos!! Certas questões entre casais necessitam um "distanciamento saudável" ! Falar é fácil, difícil é fazer, já que só recebemos prescrições, prescrições... ninguém explica o "como" !!
Devemos persistir, e logo conheceremos - "como"!!

beijoooooo